leonardotrench.com.br

Política, Saúde,Odontologia, Dor Orofacial e DTM

Esporte politicamente correto! Ou não!

Ontem me chamou atenção um jogo de vôlei feminino, China contra Cuba, se estivéssemos nos anos 80 qualquer um diria que Cuba massacrou a China, e ontem, China 3×0 contra o time da ilha de Fidel.

Isso mostra muito como as decisões dos gestores públicos influencia demais a vida de todos, independente dos propósitos sórdidos escondidos em todas as atitudes destes dois governos, durante a guerra fria, Cuba tinha financiamento e uma política voltada para a população, desenvolveu uma medicina brilhante, seleções de vôlei simplesmente fantásticas, quem nao se lembra da da Gato, Mireia e outras, das brigas contra as Brasileiras, etc? E quem se lembra da selecao chinesa de vôlei?

Pois é, hoje os governos são exatamente opostos, o governo chinês querendo mostrar para o mundo sua potência, cada vez mais arrasadora de todos os conceitos que aprendemos a acreditar durante toda a vida, e o pobre governo cubano querendo ser alguma coisa que talvez pudesse existir em algum tempo sob a supervisão de algum governo em nome de algum sonho, e a China apresenta uma selecao que joga um vôlei de qualidades já Cuba…

O mesmo podemos falar do vôlei brasileiro, com uma política de excelência, desenvolveu em um trabalho de longo prazo, a maior escola de vôlei do mundo moderno.

Sera que isso valerá um dia para a saude e a educação? Sera que eles poderão provar que é possivel?

Boa noite!!!

Tomei a liberdade de postar na íntegra o texto do amigo Reynaldo, dada a toa a sua profundidade do mesmo, no site http://rlmjdtm.ning.com.

Mas o pior é ver que aqueles que deveriam estar preocupados em nos defender, já que se candidataram e se elegeram para isso, quer nos fraquíssimos sindicatos, nos conselhos e nas associações, ao invés de se apresentarem, preferem imaginar o mundo girando ao redor de seus umbigos, embebidos em suas soberbas, acreditando que são realmente importantes para a classe.

Superior Tribunal de Justiça: ortodontia é obrigação de resultado.

Ortodontista tem obrigação de resultado com tratamento de paciente
A responsabilidade do ortodontista em tratamento de paciente que busca um fim estético-funcional é obrigação de resultado, a qual, se descumprida, gera o dever de indenizar pelo mau serviço prestado. A decisão é da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Um profissional do Mato Grosso do Sul não conseguiu reverter a condenação ao pagamento de cerca de R$ 20 mil como indenização pelo não cumprimento eficiente de tratamento ortodôntico.

A ação foi ajuizada por uma paciente que alegou fracasso de procedimentos realizados para correção do desalinhamento de sua arcada dentária e mordida cruzada. Na ação, a paciente pediu o ressarcimento de valores com a alegação de que foi submetida a tratamento inadequado, além de indenização por dano moral. A extração de dois dentes sadios teria lhe causado perda óssea.

Já o ortodontista não negou que o tratamento não havia conseguido bons resultados. Contudo, sustentou que não poderia ser responsabilizado pela falta de cuidados da própria paciente, que, segundo ele, não comparecia às consultas de manutenção, além de ter procurado outros profissionais sem necessidade.

O ortodontista argumentava, ainda, que os problemas decorrentes da extração dos dois dentes – necessária para a colocação do aparelho – foram causados exclusivamente pela paciente, pois ela não teria seguido as instruções que lhe foram passadas. Para ele, a obrigação dos ortodontistas seria “de meio” e não “de resultado”, pois não depende somente desses profissionais a eficiência dos tratamentos ortodônticos.

Em primeira instância, o profissional foi condenado a pagar à paciente as seguintes quantias: R$ 800, como indenização por danos materiais, relativa ao valor que ela pagou pelo aparelho ortodôntico; R$ 1.830, referentes às mensalidades do tratamento dentário; R$ 9.450, valor necessário para custear os implantes, próteses e tratamento reparador a que ela deverá submeter-se; R$ 8.750, como indenização por danos morais.

Obrigação de resultado

O relator do caso, ministro Luis Felipe Salomão, afirmou que, na maioria das vezes, as obrigações contratuais dos profissionais liberais são consideradas como de meio, sendo suficiente atuar com diligência e técnica para satisfazer o contrato; seu objeto é um resultado possível. Mas há hipóteses em que é necessário atingir resultados que podem ser previstos para considerar cumprido o contrato, como é o caso das cirurgias plásticas embelezadoras.

Seguindo posição do relator, a Quarta Turma entendeu que a responsabilidade dos ortodontistas, a par de ser contratual como a dos médicos, é uma obrigação de resultado, a qual, se descumprida, acarreta o dever de indenizar pelo prejuízo eventualmente causado. Sendo assim, uma vez que a paciente demonstrou não ter sido atingida a meta pactuada, há presunção de culpa do profissional, com a consequente inversão do ônus da prova.

Os ministros consideraram que, por ser obrigação de resultado, cabe ao profissional provar que não agiu com negligência, imprudência ou imperícia ou, ainda, que o insucesso do tratamento ocorreu por culpa exclusiva da paciente.

O ministro Salomão destacou que, mesmo que se tratasse de obrigação de meio no caso em análise, o réu teria “faltado com o dever de cuidado e de emprego da técnica adequada”, impondo igualmente a sua responsabilidade.

O tratamento tinha por objetivo a obtenção de oclusão ideal, tanto do ponto de vista estético como funcional. A obrigação de resultado comporta indenização por dano material e moral sempre que o trabalho for deficiente, ou quando acarretar processo demasiado doloroso e desnecessário ao paciente, por falta de aptidão ou capacidade profissional. De acordo com o artigo 14, parágrafo 4º, do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e artigo 186 do Código Civil, está presente a responsabilidade quando o profissional atua com dolo ou culpa.

A decisão da Quarta Turma, ao negar pretensão do ortodontista, foi unânime.

Coordenadoria de Editoria e Imprensa

USPicaretas!!!

Engraçada esta situação da USP em SP, e me sinto bastante a vontade de falar deste assunto, pois quando estudava na USP em Bauru, fiz parte de todas as representações políticas possíveis para um acadêmico, inclusive no conselhão na capital, além das representação do D.A., como delegado em reuniões do DCE entre outras.

É lógico que se a polícia fosse prender todos os que usam maconha, estou falando apenas maconha, na Cidade Universitária, não teria cadeia no estado para isso, mas aquelas imagens que vimos da ocupação da reitoria não podem, nunca, ser consideradas uma manifestação estudantil, aquilo é coisa de vagabundos, de sem vergonhas que infelizmente ocupam vagas na melhor universidade de nosso país em detrimento de alguns que gostariam de estar lá.

É um grande orgulho falar que estudou na USP, não é para qualquer um, ainda mais em Bauru, mas ver aqueles bandidos, fazendo aquilo no símbolo maior da administração da universidade, dá vergonha, que logo é sufocada pela ação daqueles que já iniciaram os protestos contra os protestantes, desculpem contra os vândalos que se acham acima do bem e do mal e querem fazer da USP um coffee shop ou uma praça holandesa.

  • 0 Comments
  • Filed under: Politicando
  • Assinatura do termo de posse

    Seguindo a categoria dos discursos, esse, como foi feito de improvisso, infelizmente não tenho o mesmo na íntegra, mas me lembro mais ou menos do que falei. Logo logo vou postar alguns dizeres sobre esse momento muito especial para a comunidade itapagipana.

    Para mim, enquanto coordenador deste distrito, é uma satisfação muito grande, ver o trabalho de 2 anos frutificando nesta criação e posse do Conselho Distrital de Saúde de Itapagipe. Desde a nossa entrada aqui, com o auxílio de Edvaldo, vínhamos tentando essa instalação e hoje ela é uma realidade. E para quem tem uma história com o controle social do SUS, ao cotrário do natural, já que iniciel a jornada em uma comissão no Conselho Nacional de Saúde e hoje estou em um distrital, só me resta um dia ir para um conselho local, pois é lá que o SUS acontece, na ponta mesmo!!!

    Desejo toda a sorte a nós conselheiros, para que possamos juntos construir algo de melhor para Itapagipe, lembrando que o Conselho é um local para se fazer poítica, mas que nos dispamos das armaduras da política partidária e quebremos os grilhões que nos prendem às pretenções pessoais e possamos empunhar a mesma bandeira, a do partido da saúde de Itapagipe.

    Que juntos possamos, quem sabe, fazer Itapagipe ser mais uma vez pioneiro em algo na cidade de Salvador, e consigamos agora instalar 100% dos conselhos locais de saúde, trazendo à comunidade a responsabilidade por auxiliar na gestão, porque penso muito diferente daqueles têm no conselho um inimigo, e me doi muitas vezes, quando ouço que conselho é oposição, isso nunca pode ocorrer, conselho é situação, a situação da população, auxiliando a gestão para bem servir aqueles que sustentam a máquina com o suor do dia-a-dia.

    Conselheiros, lembrem que aqui não nos representamos, mas sim a uma comunidade através de uma Associação ou grupo de pessoas, que precisam ser respeitados, portante precisamos estar sempre voltando às bases para consultar e para repassar as decisões, e tenham a certeza que nesta gestão, vocês serão co-responsabilizados pelos acertos, mas também pelo erros, pois iremos juntos, construir um futuro melhor para nossa querida itapagipe. Que Oxalá permita haver um dia para nos orgulharmos deste trabalho e que Nosso Senhor do bonfim, que no guia e protege bem de pertinho, aqui do lado, todos os dias, nos abençoe nesta caminhada.

    Muito obrigado”

    Conselho Distrital de Itapagipe

    A verdade, sempre será verdade!!!

    Desculpem meus amigos, apesar de alguns não virem a entender, mas os que precisam entenderão, e como Homem que sou, publico o que penso e falo, para que não hajam dúvidas, afinal as dúvidas são o elixir da arrogância e da ditadura. Mas em poucas palavras, quero resumir o que levei várias linhas tentando explicar.

    Prefiro os fatos que apontam as verdades, às omissões que respaldam as mentiras.

    Vamos em frente!!!!

    abração a todos

    Constatação da inércia nacional

    Algumas coisas da rede globo, são péssimas, como a sessão da tarde, vale a pena ver de novo, supercine, tela quente, etc, mas seguindo esta linha de programas, temos agora o canal viva, e ai cabe um comentário interessante.

    Nesses canais, é possível assistir, viva o gordo, década de 80, chico total, década de 90, casseta e planeta urgente, década de 90, alguns programas humoristicamente ácidos para situações políticas nacionais e internacionais, e é impressionante como são atuais. Parece que o palhaço representado pelo Jô Soares, foi gravado hoje.

    É muita inércia nacional, e acredito que o principal câncer da nossa sociedade é a educação. Alguns belos filósofos da sociedade, que aprendem duas palavras bonitas, e se acham doutores, dizem que falta cidadania, mas como falar em cidadania em uma sociedade que nem sabe o que isso quer dizer, uma sociedade que só usa este termo quando quer receber alguma coisa do governo.

    Que tal passarmos a falar em direitos adquiridos através de impostos pagos? Será que assim vamos fazer a sociedade brigar mais pelos seus direitos? Essa semana estava passando no Casseta e Planeta o movimento dos “Caras Pintadas”, que muito me orgulho de ter feito parte na cidade de Bauru, porém eu estava ciente e consciente do que eu estava buscando ali. Mas hoje será que nossos estudantes estão preparados para fazer algo parecido, ou só conseguem fazer fun pages e tuitaços?

    Estamos tão preocupados com o mundo que gira em torno de nosso umbigo que não lembramos que para continuar girando, ele precisa ser cuidado no coletivo. é uma contradição interessante, em um momento mundial em que é impossível se pensar em uma ação de qualquer país que não abale vários outros no mundo, na individualidade do ser humano, estamos, talvez, no momento de maior isolamento da história.

    Apenas mais uma para refletirmos.

    Abração a todos

  • 0 Comments
  • Filed under: Politicando
  • Canalha Profissional!!!!

    Antes que me critiquem os mais idiotas, canalha quer dizer simplesmente pessoa desprezível.

    Mais um livro do postulante a worse seller da odontologia, se apresenta com o Título Deus nos livre dos Dentistas, nele o canalha aponta 80 razões para não se ir ao dentista, fantasias ilusórias ou muitas vezes razões reais colocadas de maneira dracolesca por um vampiro profissional que por não ter conseguido se colocar na profissão prefere atirar pedras fétidas, que assim ficaram por terem passado por suas mãos, naqueles que fazem desta uma das melhores odontologias do mundo. Ainda bem que a população de hoje não é tão míope cerebral como era a alguns anos atrás, quando este indivíduo lutava para  tentar ser gente.

    Não citarei o nome daquelezinho aqui, por não querer fazer propaganda do mesmo, e não comprarei o livro, ja que luto para que seja um worse seller, e não teria estômago como o Amigo Inácio Ribeiro, que leu até a vigésima quinta página, meu amigo, vc tem estômago de avestruz.

    Prezado Amigo Inácio Ribeiro, tens meu total apoio para escrever o Deus Salve os Dentistas.

    Colegas, espero que tenham entendido o porque do artigo anterior sobre Corporativismo.

    Abraço a todos

    Não há como negar, o corporativismo existe em vários níveis, em todas as profissões, o problema é que alguns exageram e outros existem negativamente.

    Permitam-me explicar, antes de me criticarem. Esta semana uma manifetação de moradores de um bairro em Salvador, bloqueou uma rua, impedindo várias pessoas de usufruir de seu direito de ir e vir, não vou discutir esse assunto hoje, pois acho muito errada essa forma de protestar, mas vamos discutir os ocorridos.

    De repente, no meio do protesto, surge um homem com uma arma não, liberando passagem para o carro do qual ele havia saído. Um absurdo, divulgado em vários jornais através de um vídeo filmado por algum manifestante. Um dia depois o sujeito passou a ter nome e profissão, era um policial militar que neste dia estava fora de escala (exatamente isso, fora de escala, começa ai minha explanação sobre corporativismos).

    Primeiro ninguém está fora do trabalho, afinal ele é policial 24 horas por dia. Nesta manhã, no jornal da rede bahia, o Major PM responsável por treinamentos na academia de polícia militar da  BA, deu algumas explicações que coloco em tópicos, abaixo, para facilitar:

    1- O policial deve ter pulado alguns itens do protocolo, pois antes de lançar mão da arma de fogo, primeiro ele teria que usar outras formas de abordagem, PORÉM, o vídeo não mostra se antes disso o policial tentou usar estas outras maneiras, então não pode ser crucificado agora, ‘~ao necessárias averiguações dos fatos e do CONTEXTO;

    2- Durante todo o período o policial se manteve calmo na condução da situação;

    3- Durante todo o período o cano da arma foi mantido para baixo, nunca apontada para alguém;

    4- Durante todo o período o dedo do policial ficou ao lado do gatilho, nunca dentro;

    5- A situação será averiguada para que se tomem as devidas providências, e até lá, o policial está afastado das ruas em trabalho administrativo.

    Uma reflexão simples destas declarações, me fez refletir no tema, e pensar em minha categoria, a odontologia, e é claro, quando falamos de maneira generalizada, sempre estamos sendo injusto com aqueles grupos que não se sujam com  o lodo dos demais.

    Está claro que o responsável pelos treinamentos discorda do modo de ação do policial, mas antes de expô-lo aos lobos vorazes da crítica popular oportunista e irresponsável, exalta as ações corretas apesar dos erros, tentando apontar ações positivas, mesmo na situação principal negativa ocosionada de maneira preciptada. Mostra que este não é o momento de julgar, e sim de averiguar.

    Muitas vezes, com nossos colegas, vemos exatamente o contrário, colegas são acusados, julgados, condenados, sentenciados e executados, em questão de minutos, mesmo quando o acusador é “fichado”, não falo por parte do conselho não, que as vezes é até lento demais, talvez pela demanda, talvez por um possível corporativismo, falo pelos colegas que se escondem em um anonimato tolo buscando abarcar mais uma mísera fatia de mercado, sem perceber que o fortalecimento da classe é o mais importante, que ao invés de buscarmos abocanhar uns pacientes, podemos conscientizar uma população inteira de que somos profissionais de saúde, importante na manutenção da vida.

    O pior é pensar que alguns dos que estão à frente de entidades de classe que deveriam lutar pela dignidade da profissão, afogam-se na soberba de seus atos e títulos furtivos, deixando-se passar sua real função, cobrando dos colegas, que refletem os atos uns dos outros, de fazer o que eles deveriam estar fazendo. Mais doído ainda é pensar que talvez um deles fosse o responsável pelo vídeo delator, que seria enviado de maneira anônima para os tais lobos da impresa.

    Corporativismo  Consciente, não é fechar os olhos para os erros dos pares, mas sim, buscar ser justo, protegendo, principalmente, aqueles que são injustuçados aos serem fritos na mesma frigideira suja existente no fogão de todas as classes profissionais. É buscar avaliar as situações dentro de um contexto, e se colocar no lugar do outro, não na comodidade do safá da sala, mas sim nas dificuldades vividas nos momentos prévios aos fatos.

    Bom dia a todos!!!

    Bolsa de Valores ou seria Bolsa de Mulher!!!??

    Bom dia!!!

    Hoje pela manhã estive  pensando em relação a Bolsa de Valores, e descobri  que nem os entendidos entendem aquilo, ou seja, é igual a bolsa de mulher, que nem a dona entende, então o melhor seria colocar uma mulher para presidir as bolsas de valores, principalmente aqui no Brasil, onde a mode é empossar as mulheres, não que eu tenha nada contra, muito pelo contrário, sou um defensor desta causa.

    Apenas gostaria de fazer alguns adendos, já que estaríamos limitando as nomeações à mulheres, por favor, olhem para a minha, ela tem todo o perfil para a BOVESPA. Vamos lá, para não pensarem que quero apenas os lucros da coisa, seguem os predicados:

    1- Na segunda feira a BOVESPA despencou, chegando próximo ao ponto de parar tudo por meia hora, ou seja, situação limite, e no dia seguinte, ela bateu recorde de arrecadação. Minha mulher quando resolve brigar comigo sempre diz que o melhor é eu ir embora, 30 minutos depois volto a ser o grande marido;

    2- Quando dispara o sinal de alerta na BOVESPA, vira um corre-corre danado, ninguém sabe o que fazer. Quando toca o celular na bolsa da minha esposa, é uma doideira, ela corre, corre, e as vezes não atende porque não achou o danado naquele bau à tira colo;

    3- Vocês ja olharam o pregão da bolsa de valores de cima? Essa não preciso nem comentar;

    4- Todas as bolsas de mulher seguem essas máximas colocadas acima, porém ainda tem uma questão existencial relacionada a este acessório feminino, que muito parece com a economia. Todas começam com uma bolsa pequena, de repente, ela fica pequena demais, para todas as “necessidades” do dia-a-dia feminino, ai, compram uma maior, que, incrivelmente, inviabiliza a vida feminina por ser muito pequena para caber tudo o que é necessário se levar para a rua (estranho, semana passada quando foi comprada cabia tudo e sobrava espaço, mas tudo bem). Eis que vem uma bolsa maior, e assim a bolsa vai crescendo, crescendo até que ela se dá conta que a mala de viagem de férias é menor que sua bolsa do dia-a-dia, e compra uma bolsa pequena, e o ciclo se reinicia. O mesmo ocorre com a economia, que começa pequena, vai crescendo, crescendo, de repente, se auto limita, pois o consumo desenfreado traz inflação, então lançam pacotes de contenção, mas esses pacotes paralisam a estrutura, lançam medidas para estimular o comércio.

    5- Outra coisa interessante, é a questão de carregar a bolsa, grande parte do dia, a mulher anda sozinha, carregando seu malote, e quando estou perto, eu que tenho que carregar. Olha a semelhança, os economistas, verdadeiros pais de santo do caos, apesar de ficarem o dia todo pensando e criando teorias mirabolantes, que só servem para disparar ondas de horror nas bolsas, quando o bicho está pegando, viram e colocam culpa pelo fardo no consumidor, nos estrangeiros, etc, nunca carregam suas bombas;

    6- Outro ponto muito interessante, é o fato de sempre observamos os números das bolsas estrangeiras e acharmos mais interessantes que os das nossas bolsas, mesmo quando não entendemos direito o que aqueles números querem dizer. Alguém ja ouviu uma mulher falar que a bolsa de fulana é linda?

    Resumindo, acho que o certo é minha mulher cuidar da bolsa de valores, quem sabe assim, alguém entenderia aquele trem, ou não. Já quanto a economia, vamos deixar pra lá, afinal o Chico Anísio ja contou muitas piadas boas, mas ele teve uma em casa que foi sem graça, sem graça!!!!

    Boa quarta para todos!!!!!

    Problemas da falta de politização da classe!!!

    Mais uma vez sou obrigado a conclamar os dentistas a pensarem um pouco mais em política, e não comprarem idéias prontas dos outros. Hoje quando abri meu facebook, algo que faço pouco, tenho lutado para não aprender a usar aquilo, mas é cada vez mais difícil, me deparei com algusns colegas publicando no seu mural a seguinte mensagem:
    QUEREMOS CONTINUAR MORANDO EM SALVADOR!… Sr. Prefeito João Henrique – QUEREMOS SEGURANÇA!”—-Até domingo dia 07/08, sempre que ler esta frase no mural de alguém clique em “CURTIR” assim a manifestação crescerá rápido e durará mais tempo. Vamos mostrar para nossos governantes o impacto que podemos causar com um gesto simples (copiar e colar).

    Meu Deus do céu, qual é o prefeito nesse país responsável por segurança pública? É necessário se entender que esta é uma questão da esfera estadual. Esse é um grande mal sabemos o por quê de reclamarmos, mas não sabemos nem como, nem quando e nem aonde!!!!

    Por favor colegas, vamos sair desse sala escura aonde se encontram aqueles que insistem em falar que não querem saber nada de política, são nossas vidas que estão em jogo, é nosso futuro e presente que está sendo apostado a cada dois anos!!!!

    O máximo que um prefeito pode fazer para a segurança pública, diretamente é iluminar a cidade (e haja banho de luz em Salvador), ou criar locais de interação social aonde hoje o submundo atua, e Salvador já tem 625 praças, é a cidade que tem mais praças em todo o mundo.

    Vamos lá pessoal, se queremos ser reconhecidos, precimos ser respeitados, participem, procurem e perguntem, afinal a pergunta é a arma fundamental dos grandes, basta ver o quanto o maior mestre de todos os tempos ensinou apenas com pergutas.

    Bom Domingo!!!